OUVIDORIA DO SERVIDOR/SEGEP PARTICIPA DO XVI CONGRESSO DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE OUVIDORES/OMBUDSMAN

A Segep marcou presença no XVI Congresso da Associação Brasileira de Ouvidores/Ombudsman, por meio da participação da Ouvidora do Servidor, Patrícia Camacho. O congresso que foi realizado nos dias 11, 12 e 13 de novembro, no Recife, foi organizado pela Associação Brasileira de Ouvidores ABO e reuniu cerca de 350 ouvidores de entidades públicas e privadas do Brasil.
 
Com o tema “Ouvidorias em Rede: Uma nova era de integração e soluções ao cidadão”, a proposta do encontro foi de oferecer conhecimento e auxiliar na estruturação de políticas para o aperfeiçoamento das Ouvidorias. “Neste ano, o objetivo é discutir as tendências e regulamentações para Ouvidorias, seu estágio no Brasil e sua integração por meio de sistemas tecnológicos, além de suas peculiaridades”, informa a ABO. A ABO Pernambuco participou ativamente da organização do Congresso e sua presidente, Karla Júlia Marcelino, ao lado de Maria Inês Fornazaro, presidente executiva da ABO Nacional, de Edson Vismona, presidente do Conselho Deliberativo da ABO Nacional, José Eduardo Elias Romão, ouvidor geral da União, Isabel Mendes, Ouvidora Geral do Recife, Anamaris Cousins Price, ombudsman corporativo América Latina e representante da International Ombdsman Association IOA, e Djalma Leal, representando o governador de Pernambuco Eduardo Campos, abriram o encontro. A tônica da fala de toda a mesa de abertura foi a oportunidade que o evento possibilita para a troca de experiências, o que fortalece o instituto da Ouvidoria de forma que os profissionais possam aprimorar suas atividades para atingir o objetivo final, que é o cidadão consumidor, o cidadão usuário do serviço público, o cidadão contribuinte e o colaborador, no caso das ouvidorias internas.
             
No primeiro painel do Congresso da ABO, o tema foi “Ouvidorias Integradas e em Rede”. Foram apresentadas duas experiências – pública e privada. José Eduardo Elias Romão, ouvidor geral da União, foi enfático ao abordar o tema “rede” no setor público. Segundo ele, cada vez mais se deve pluralizar o termo Ouvidoria, isso porque, na construção de uma rede – na qual a União vem trabalhando para a integração com Estados e municípios , há a pactuação entre instituições e pessoas com o objetivo de cooperarem para um determinado fim. Mas, para a construção dessa rede, conforme apontou o ouvidor geral da União, é fundamental que o trabalho não se resuma a fazer encaminhamento das demandas. A compreensão de rede é de atuação conjunta e exige planejamento e avaliação das consequências e troca constante de informação. Como exemplo de rede de Ouvidorias, Romão destacou as Ouvidorias dos Estados de Pernambuco e da Bahia, que vêm consolidando a integração por meio de sistemas informatizados, possibilitando fluxo contínuo de intercâmbio.

A experiência no setor privado foi apresentada pela ombudsman da Eaton Corporation, responsável pela América Latina e Caribe, Geannete Tripari. Após traçar um panorama do trabalho de ombudsman na empresa, que possui cerca de 102 mil funcionários e no ano passado recebeu próximo a 14 mil demandas, ela destacou que a missão do departamento é contribuir para a resolução justa das preocupações no local de trabalho.Por essa razão, a ‘ouvidoria’ da Eaton é regida pelas regras e pelo código de ética estabelecidos pela International Ombdsman Association IOA, da qual a empresa é membro ativo. Os colaboradores da Eaton têm a liberdade de levar o caso para a empresa ou atribuir essa função ao ombudsman. “Nosso trabalho é ouvir, oferecer as informações necessárias para os funcionários para que eles possam analisar a situação e, se quiserem, levarem a algum líder da empresa. Se repassarem para nós essa função, nos comprometemos a manter o nome no anonimato se assim desejar o trabalhador. Não importa os diferentes nomes ombudsman, ombuds, ouvidoria, não importa onde se trabalha governo, empresa privada, não importa quais são as nossas funções mediar, facilitar, não importa quais procedimentos, quais regras… Todos nós  estamos unidos por um mesmo  propósito: defender os interesses e direitos legítimos dos empregados, do cidadãos…”, concluiu Geannete.

Patrícia Camacho, ouvidora do servidor da Segep destacou a importância de participar de um congresso que apresenta experiências nacionais e internacionais, além da possibilidade da troca de experiências entre ouvidores presentes, na construção da proposta de um sistema integrado e participativo, construído nas plenárias. As experiências apresentadas podem nos ajudar a aprimorar o trabalho de nossa Ouvidoria, concluiu Patrícia.  A Ouvidoria do Servidor do Estado do Maranhão, atende as manifestações dos servidores públicos estaduais pelo telefone 0800 033 7588 ou pela web, no site www.segep.ma.gov.br e no portal www.ma.gov.br e disponibiliza os resultados da Ouvidoria, tais como, principais assuntos demandados, tempo de atendimento e pesquisa de satisfação no próprio sistema ouvidoria, que podem ser acessados pelos endereços já citados.
  

 

PGCE 2014
PGCE 2014
Atualização cadastral
atualização cadastral
Concursos
concursos
Ouvidoria
sistema de ouvidoria do servidor
Ouvidoria
sorteio de pousadas
Ouvidoria
acervo online
Ouvidoria
processos virtuais

Copyright®2012 Portal da Secretaria de Estado da Gestão e Previdência - SEGEP
Av. Jerônimo de Albuquerque, Ed.Clodomir Milet, S/N Calhau, São Luís/MA CEP 65074-220
Fone: (98) 3131-4191 / 3131-4192